Banner

BANNER 728X90

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe começa nesta quarta-feira (10)

O Dia D, data em que a vacinação se intensifica e há uma grande mobilização nacional, está marcado para dia 4 de maio, um sábado.



Tem início nesta quarta-feira (10)  mais uma Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A Prefeitura de Ibiporã, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, integra a iniciativa do Ministério da Saúde que tem por objetivo imunizar a população contra a gripe em toda a rede pública de saúde.

Este ano, a meta do Município é imunizar 15.623 pessoas. O governo federal preconiza a cobertura mínima de 90% de vacinação em todos os grupos prioritários estabelecidos na campanha, que segue até o dia 31 de maio.

O público-alvo desta campanha é composto por: indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses até 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias de idade), gestantespuérperas (mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias) , trabalhadores da área da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenasportadores de doenças crônicas e outras condições clínicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.



Mudanças


Este ano, diferentemente do ano passado, crianças com idade até 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias) também serão vacinadas, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Outra mudança é que a campanha será dividida em grupos. Entre 10 e 19 de abril, a vacina será para crianças, gestantes e puérperas. A partir do dia 22, será liberada para os demais grupos prioritários.


Dia D


O Dia D, em que a vacinação se intensifica e há uma grande mobilização nacional, está marcada para dia 4 de maio, um sábado.


Contraindicações


A vacina é contra indicada para menores de 6 meses de idade. Pacientes com história de reação anafilática (reação alérgica grave) a um dos componentes da vacina devem passar por avaliação médica criteriosa sobre risco e beneficio, antes da administração da nova dose. Em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Vanessa Luquini, ressalta que é essencial que a meta de cobertura vacinal de 90% seja atingida para todos os grupos, visto que em 2018, na nossa Região (17ª Regional de Saúde) foram notificados 564 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com confirmação de 84 casos e ocorrência de 17 mortes por Influenza (Gripe), sendo uma delas de paciente residente em Ibiporã. Neste ano, já ocorreram óbitos no Estado por Influenza: “Quem faz parte dos grupos prioritários, que são os grupos de maior risco, devem procurar a UBS mais próxima de sua residência com Cartão SUS, documento com foto e carteira de vacinação para receber a vacina assim que iniciar a campanha. Quando o paciente do grupo é vacinado, ele também protege outras pessoas, pois reduz o risco de transmissão”, explica Luquini.

A coordenadora acrescenta que as Unidades de Saúde da cidade estão preparadas para atender a população, porém pede a compreensão caso ocorra uma eventual demora no atendimento. As doses aplicadas devem ser inseridas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Si-PNI), e também, será avaliada a carteira de vacinação dos pacientes, sendo que se houver esquemas incompletos de outras vacinas, as mesmas serão administradas no mesmo dia, visto que não há contraindicação.

FONTE FOTOGRÁFICA: Pedro Henrique Pelisson

Núcleo de Comunicação Social